Pessoal

Devaneios de Abril

Eu não sou nada boa em falar sobre assuntos pessoais. Nunca fui e até hoje acho estranho quando encontro alguém e me sinto confortável o suficiente para tagarelar sobre isso. Depois fico pensando que não deveria ter falado metada das coisas que disse  (Alguém mais é assim?). Quero tentar ser mais aberta com as pessoas na medida do possível, especialmente porque ando numa fase pensativa. Descobri que o melhor jeito de oganizar os meus pensamentos é escrevendo, então vamos lá!

Ainda não decidi exatamente o que fazer com a minha vida e percebi que esse sentimento parece ser uma epidemia mundial. Tem muita, muita, muita gente passando pela mesma coisa. Será que estamos passando por algum tipo de mudança cósmica coletiva?

Nunca gostei de ‘trabalhos convencionais’. Quando penso nisso, sempre vem a pergunta: será que a vida é só isso mesmo?  Tem alguma coisa dentro de mim que diz que a vida pode ser muito mais. Eu tenho vontades loucas de largar tudo e fazer voluntariado em Cingapura ou ensinar inglês num vilarejo na Coréia do Sul ou participar de um retiro espiritual num templo budista no Japão. Parece que o mundo se abriu para mim de uma forma incrível e eu não me imagino chegando ao trabalho todos os dias às oito da manhã. Pelo menos, não para sempre.

Livros April

Decidi começar um projeto literário. Trouxe alguns livros do Brasil e acabei comprando mais aqui. Quando me mudei de Tauranga para Auckland percebi o quanto esses livros ocupam espaço na mala e quero me livrar deles logo. Além do mais, me sinto muito desconectada da minha escrita. Ano passado escrevi muitos trabalhos em inglês e é estranho voltar a usar o português com tanta frequência. Quero terminar os livros em inglês pra ontem e começar os em português para me conectar mais com o idioma. Por isso, coloquei uma página nova no blog para este projeto!

Tenho pensado bastante sobre o futuro do blog. Minha intenção era fazer um blog pessoal + viagens, mas tem muuuitas coisas que eu quero compartilhar e escrever que não seguem essa linha. Estou planejando várias coisas e meu objetivo é colocá-las em prática o mais rápido possível. Então, esperem novidades!! Yay!

Abril já está acabando e quase dois meses de visto de trabalho já se foram. É muito estranho como o tempo passa rápido. Ainda sinto que não aproveitei muito Auckland. Não sei até quando ficarei na Nova Zelândia para ser honesta, então quero conhecer o máximo possível da cidade e das redondezas!

E vocês? O que vocês têm pensado ultimamente?

Beijos,
Nath.

PS: Abril é o mês do desabrochar das cerejeiras no Japão, mas também temos algumas por aqui na primavera no fim do ano. Como eu amooo o Japão, escolhi essa foto para ilustrar o post ♥

11 Comments

  1. Isa

    30 de abril de 2017 at 11:19

    menina, super estamos passando por um movimento astrológico coletivo sim! é saturno que anda deixando tudo meio sentimental e estranho demais, acho que todo mundo está sentindo, né? mas, pra lá de saturno, eu adorei conhecer teu blog! é tudo muito lindo por aqui <3

    1. Nath

      30 de abril de 2017 at 16:19

      Eu li sobre esse negócio de saturno, achei bem interessante! Quase todas as pessoas que eu converso, me dizem a mesma coisa sobre estarem incertas, independente da idade. Bem louco isso!
      Obg pelos elogios 😀

  2. Bel

    2 de maio de 2017 at 03:40

    Oi,

    Eu acho que a nossa geração passa, sim, por isso, essa indefinição diante de tantas possibilidades. É maravilhoso ter tanta oportunidade mas ao mesmo tempo, elas nos confunde tanto, não é mesmo? Seja o que for tem que realmente vir da gente porque geralmente tudo que é muito nosso e vai trazer uma satisfação plena na nossa vida leva tempo. Amei a ideia do projeto literário, faça sim! Beijos

    http://belsantanna.com/

    1. Nath

      3 de maio de 2017 at 13:32

      Oi Bel!
      Eu concordo que ter tantas escolhas confunde muito! Na vdd, ahco que por eu ter tantas escolhas é que estou meio sem saber para onde ir.

  3. Claudia Hi

    3 de maio de 2017 at 04:01

    Adorei esse post mias pessoal Nath, super aprovo essas novidades por aqui! ♥

    Realmente acho que é um problema geral. Também penso da mesma forma. E o pior é que a gente vai ficando mais velho e parece que corremos contra o tempo para decidir o que fazer da vida. Ai que dilema!!! Se tiver uma resposta/quando tiver, me avise! rs

    1. Nath

      3 de maio de 2017 at 13:32

      hahahahaha pode deixar que aviso!

  4. Camila Faria

    3 de maio de 2017 at 09:07

    Oi Nath, esse sentimento parece ser universal mesmo, incrível como uma penca de gente anda passando por isso… Gostei muito dos livros do seu projeto, espero que você fale mais sobre eles aqui no blog no futuro. Um beijo!

    1. Nath

      3 de maio de 2017 at 13:33

      Vou falar sim! :)) Já estou fazendo algumas resenhas hehe~

  5. KARINE

    11 de maio de 2017 at 13:52

    eu também ando questionando tudo ultimamente. minha vida, minhas escolhas, o que as pessoas querem ~escolher pra mim. e cada dia fico com mais dúvidas (?) mas espero encontrar uma luz pra seguir em breve (ou vou acabar surtando, hahaha). que bom que tá com projetos novos ♥ espero ler logo sobre as novidades por aqui!

    1. Nath

      12 de maio de 2017 at 14:43

      Vamos encontrar a luz em breve, espero! Eu também acho que vou surtar às vezes hahaha

  6. Alê

    26 de julho de 2017 at 08:25

    Interessante você comentar sobre a mudança coletiva porque tenho refletido muito sobre isso e tenho certeza que o mundo está passando por uma grande revolução tecnológica, política e econômica. Está rolando uma grande mudança de paradigmas e tem rolado uns movimentos extremistas bizarros que imagino que deixa todo mundo meio desequilibrado. Me identifico super com essas coisa de não gostar dos trabalhos convencionais e, depois de passar 10 anos em trabalhos convencionais, a mudança de país veio como um sopro de esperança, uma possibilidade de explorar novos horizontes sabe? Espero que a mudança de rumo da minha vida seja bem sucedida e desejo que você encontre algo que você realmente queira fazer. Beijos!

Leave a Reply