Para ler

Leituras do mês #01

Dei uma sumida do blog para resolver algumas pendências da ‘vida real’. Junho foi outro mês super corrido. Estou feliz por todos os probleminhas estarem resolvidos e agora posso finalmente voltar a me dedicar ao blog! Esse mês eu não li muitos livros do projeto, mas consegui terminar alguns que estavam na listinha há tempos. Aliás, eu decidi dar uma mudada no projeto. Confere lá!

Peça-e-será-atendido - Leituras de junho

Desde que comecei a estudar autoconhecimento, reparei que muitas pessoas falavam desse livro. Decidi dar uma chance e comprei a versão digital no Kindle. Basicamente Peça e será atendido explica em detalhes sobre a lei da atração — como funciona, como manifestar seus sonhos, como manter seu humor ‘sempre’ bom — e tem vários exercícios para você se manter sempre conectado com seus objetivos de vida.

A lei da atração é uma lei que diz que você atrai tudo o que pensa. Se você mantém o pensamento positivo, atrairá situações, oportunidades e pessoas na mesma vibração para a sua vida. Mesmo se você não acredita nisso, acho legal a leitura. Peça e Será Atendido te ensina a ficar no caminho certo para atingir seus objetivos, conectando-se com suas metas diariamente.

Por exemplo, um dos meus exercícios favoritos foi escrever todos os meus sonhos em pedaços de papel e colocá-los numa caixa. Quase todo dia eu pego a caixa e me concentro no que está escrito ali, visualizando como será quando eu realizar todas aquelas coisas. Me sinto inspirada e, consequentemente, mais determinada para realizar minhas metas!

Sonata em punk rock - Leituras de junho

Sonata em Punk Rock é a história de Valentina Gontcharov, uma menina apaixonada por punk rock e com anseio de aprender mais sobre música. Um dia o pai de Valentina, que tinha desaparecido basicamente desde o nascimento dela, reaparece na vida dela com a proposta de pagar por seus estudos na Academia Margareth Vilela. Ele é um músico famoso internacionalmente e, depois de muito pensar no assunto, Valentina decidi aceitar a ajuda do pai.

A escrita da Babi — ela tem um canal no youtube! — é fluída e gostosa de ler. Ela abordou muitos temas legais no livro: machismo, amizade, relacionamentos amorosos, preconceito, saúde mental, bullying, coragem para seguir seus sonhos. A jornada de Valentina, que está totalmente fora do seu elemento na Academia, é muito legal. O leitor acompanha todos os altos e baixos enquanto ela se esforça para aprender música clássica e conviver com os demais estudantes.

Eu poderia ter amado esse livro, mas por alguma razão ele não me cativou completamente. Gosto de livros de adolescentes, mas confesso que algumas atitudes dos personagens e da Valentina me irritaram às vezes. Talvez eu não seja exatamente o público-alvo desse livro, mas no geral é uma leitura divertida e legal para passar o tempo!

toda luz que não podemos ver - Leituras de junho

Toda luz que não podemos ver é o meu terceiro romance sobre a Segunda Guerra Mundial. Eu amei cada pedacinho deste livro! Romances históricos são um dos meus gêneros favoritos, especialmente se envolver guerras. Neste livro conhecemos Marie-Laure, uma francesa cega  de 16 anos , e Werner, um solado austríaco de 17 anos especialista em rádios.

O pai de Marie trabalha no Museu de História Nacional e sempre a leva para ‘passear’ pelo museu. Quando ela começa a ficar cega, ele constrói maquetes super realísticas da casa deles e do bairro onde moram para ajudá-la a memorizar cada passo que dá. Com a ocupação nazista em Paris, eles são obrigados a procurar refúgio em outro local.

Werner cresceu em um orfanato e tornou-se especialista em rádios quando começou a consertar pequenos rádios. Ele encontrava peças nas ruas e no lixo e, com o tempo, passou a consertar os aparelhos dos vizinhos. Ele recebe um convite para estudar numa escola nazista por causa de sua habilidade. No início do livro, descobrimos que Werner está numa missão para rastrear a fonte das transmissões sobre a chegada dos Aliados em Normandia.

Werner e Marie não compactuam com o nazismo nem entendem a guerra muito tempo. Ambos são vítimas das circunstâncias e procuram maneiras de sobreviver em um ambiente totalmente hostil. O livro é em terceira pessoa e os capítulos são intercalados entre a Marie o Werner, que são ótimos personagens. Já amo ♥ A história é triste, como todos os romances sobre a Segunda Guerra Mundial, porém é muito delicada e tocante!

Qual livro vocês gostaram mais? Me contem sobre as suas leituras do mês!

Beijos,
Nath.

PS: Obrigada a todos vocês que visitaram o meu blog enquanto eu estava longe! ♥

4 Comments

  1. Claudia Hi

    27 de junho de 2017 at 22:30

    Oi Nath, que bom que voltou com as postagens. Já estava com saudades rs

    Peça e Será Atendido parece um livro que eu preciso comprar! rs Ouvi falar da Lei da Atração há pouco mais de dois meses e comecei a aplicar na minha vida. Tudo ia bem mas… enfim, agora não está indo muito bem, acho que tenho que renovar a minha fé na positividade.

    Ótimas leituras Nath! E vê se não some mais! rs

    Bjaoo

    1. Nath

      30 de junho de 2017 at 13:11

      Também estava com saudades da vida de blogueira! haha

      Eu recomendo muito a leitura. Acho que é o livro que mais explica sobre a Lei da Atração em detalhes e de um jeito fácil. E TODOS os exercícios são ótimos!! hahaha Com certeza eles te ajudam a ficar mais animada! 🙂

  2. Camila Faria

    28 de junho de 2017 at 07:38

    Toda luz que não podemos ver é maravilhoso! Gostei demais da leitura e até falei dele lá no blog (http://naomemandeflores.com/os-quatro-ultimos-livros-3/). <3

    1. Nath

      30 de junho de 2017 at 13:12

      Que legal que você leu também, Camila!!
      Eu acho que não tem como não amar esse livro. Ele é muito bom.

Leave a Reply